quarta-feira, 2 de novembro de 2016

O fim realmente: Neil Peart admite ter feito última turnê do Rush contra sua vontade


A Rolling Stone publicou um trecho do novo documentário do Rush, Time Stand Still. Nele, o baterista Neil Peart falou sobre os conflitantes sentimentos em relação à última turnê do Rush. “Em novembro de 2014, nos reunimos em Toronto. Estava preparado para dizer ‘desculpem, estou parando’. Me dei conta que era o único que desejava acabar com tudo. Então, deixei uma janela aberta em minha mente para a possibilidade de mais uma turnê. Mesmo assim, me sentia preso. Reclamava e xingava, Porém, no dia seguinte, dizia para mim ‘As coisas são assim, lide com isso’. Ao final da segunda parte da excursão, estava destruído fisicamente. Tocar havia se tornado agonizante”.

Já Alex Lifeson e Geddy Lee admitem que não há possibilidade de prosseguirem sem o colega. “Jamais faremos algo se não for com os três. Não é apenas substituir alguém e seguir em frente, nunca foi a maneira como o Rush fez as coisas”, declarou o guitarrista. “Já deixamos de fazer algumas coisas porque os três não concordavam. Nada tão profundo como decidir quando vamos parar. Mesmo assim, sempre buscamos ser justos. Machuca saber que alguém não quer mais fazer algo que amo. Porém, faz parte do acordo que temos”, complementou o frontman.